8 dicas para ajudar a reduzir inchaço e melhorar a sua saúde digestiva Sem avaliações ainda.

saúde digestiva

Ninguém gosta de se sentir inchado!

Normalmente ocorre no pior momento, o inchaço pode ser causado por gatilhos comuns, como stress, sensibilidades alimentares e falta de enzimas digestivas, entre outras coisas.

A boa notícia é que existem muitos passos que podemos fazer todos os dias para ajudar a reduzir inchaço enquanto ajudamos a melhorar nossa saúde digestiva. Aqui estão 8 etapas que você pode começar a fazer hoje:

1. Comer conscientemente

Você pode ter ouvido falar das duas partes que compõem o nosso sistema nervoso - o simpático, que é necessário para a nossa resposta "luta ou fuga", e o parasimpismo, que também é conhecido como "descanso e digestão". Precisamos de estar num estado relaxado, ou sem dominância simpática, para poder digerir os alimentos de forma optimizada. Comer conscientemente significa que estamos relaxados o suficiente para que o nosso sistema nervoso parassimpático faça o seu enorme trabalho de digerir alimentos e absorver os seus nutrientes.

2. Coma alimentos fermentados - Mas não exagere!

Os alimentos fermentados são aqueles que passaram por um processo chamado lactofermentação. Uma vez que os alimentos passam por este processo, o resultado final está cheio de vitaminas B, omega-3 e várias estirpes de probióticos. Quando comemos muito açúcar, alimentos processados e álcool, as bactérias boas e más podem se tornar desequilibradas. Consumir coisas como iogurte, chucrute, kimchee e outros vegetais fermentados irá introduzir bactérias benéficas vivas no sistema digestivo para ajudar a reequilibrar. Embora esses alimentos alterem o estado do nosso sistema digestivo de forma positiva, algumas pessoas têm reacções como inchaço ou flatulência ao introduzir esses alimentos - então, apresente-os devagar e fique atento a como eles fazem você se sentir.

3. Fibra

Fibra é muito bom para auxiliar na digestão e na função intestinal. A fibra insolúvel é capaz de passar pelo sistema digestivo com mudanças mínimas. Isso é benéfico porque pode se unir aos resíduos para serem excretados do corpo, eliminando toxinas e garantindo uma boa mobilidade intestinal. Comer fibras de fontes naturais, como cereais integrais, legumes e frutas, significa que você vai obter as vitaminas, minerais e outros benefícios da alimentação integral - então opte por isso, e não pelas fontes de fibra processadas.

4. Identificar Intolerâncias Alimentares e Sensibilidades Alimentares

Alergias e intolerâncias alimentares são diferentes tipos de reacções, mas ambos são importantes para tratar de forma consciente, excluindo os alimentos reativos completamente da dieta. As intolerâncias são mais comuns, e muitas vezes incluem lactose, glúten e frutose. Se continuarmos a consumir alimentos que causem uma reacção no nosso corpo, isso pode causar inflamação, aumentar gradualmente a resposta, além de causar danos permanentes ao seu sistema digestivo. Isso pode levar à permeabilidade intestinal, ou vazamento intestinal, o que pode inibir a capacidade de digerir e absorver nutrientes. Aproximadamente 20% das pessoas relataram reacções a certos alimentos, embora isso pareça estar a aumentar - possivelmente devido a uma redução na qualidade dos alimentos, aumento de conservantes, aditivos e insecticidas e práticas de processamento de alimentos.

5. Garantir uma hidratação adequada

Beber 2,5L de água por dia pode melhorar a saúde do seu sistema digestivo, melhorando a mobilidade intestinal e prevenindo a constipação. A desidratação pode diminuir o tempo de trânsito dos movimentos intestinais, bem como evitar o rubor adequado de toxinas. A quantidade de ingestão de água muda de acordo com os padrões de exercícios, o tamanho da pessoa e o clima. Como regra geral, recomendo beber 2,5 L / dia.

6. Cuide da sua saúde mental

Verificou-se que existe uma associação entre o stress e o transtorno digestivo, como o IBS. Isso retorna ao ponto # 1 - se seu corpo estiver em um domínio simpático, você não tem energia para digerir adequadamente seus alimentos e absorver os seus nutrientes. A saúde psicológica e digestiva anda de mãos dadas - sua seratonina (sua "hormona" bem-humorada ") vive na verdade no seu sistema digestivo. Portanto, é justo dizer que um sistema digestivo infeliz pode ser parcialmente responsável por um humor infeliz.

7. Consuma Medicina Herbal Que Tem Ações Sobre O Sistema Digestivo

Muitas plantas contêm componentes activos que têm os efeitos mais incríveis na nossa saúde. Algumas das ervas mais facilmente acessíveis são as mais benéficas: hortelã e erva daninha reduzem o gás e inchaço, enquanto a raiz de alcaçuz ajuda a acalmar o revestimento do trato digestivo e reduzir qualquer inflamação. A camomila é favorita para os pacientes com IBS cujos sintomas pioram com o stress, pois ajuda tanto a nutrir o sistema nervoso quanto digestivo, encorajando-os a trabalhar juntos em harmonia.

8. Tome Probióticos Após um Curso de Antibióticos

Isso ocorre porque, infelizmente, os antibióticos não são selectivos porque não foram planeados para matar uma vez que entram no seu sistema digestivo. Anti-biótico significa que eliminam as bactérias, mesmo as bactérias benéficas. Esta boa bactéria é uma parte muito importante da sua microbiota, que é sua própria pequena comunidade de microorganismos que ajudam a equilibrar o seu sistema digestivo, nervoso, endócrino e imunológico.

 

1,509 total views, 1 views today

Avalie o nosso artigo

Comments

  1. Pingback: 5 antibióticos naturais poderosos que não exigem prescrição! – Saúde bem-estar – Dicas Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *